Posts Tagged 'especial'

Retrospectiva 2008

Sei que você mal podia esperar o ano acabar só pra ler a Retrospectiva 2008 no Mamendes Express. Tão certo quanto o Especial Roberto Carlos, a Retrospectiva é a prova definitiva de que ainda vale a pena dividir a translação da Terra ao redor do Sol em 12 meses de duração variada e complexa.

O ano de 2008 foi digamos paradoxal. Vários tiroteios em universidades americanas, Raúl Castro assume Cuba, vários atentados suicidas no Iraque, um revival da União Soviética no melhor estilo festa Ploc, com direito à supremacia comunista, invasão da Geórgia, lançamento do jogo Red Alert 3 e explosão em submarino nuclear.

Mas afinal o que isso tem de paradoxal? Deixa pra lá, vamos aos fatos que marcaram o ano:

Janeiro – O MASP é assaltado e decide ligar as câmeras de segurança.

Fevereiro – A Petrobrás é assaltada e decide ligar a criptografia dos arquivos.

Março – As FARC geram um mal estar político na América do Sul. Como um pitbull fora da coleira, as FARC fazem sujeira no quintal dos vizinhos e avança pra cima de todo mundo, mas Hugo Chavez diz que pode ensiná-la a dar a patinha, rolar e fingir de morta.
A Bovespa se une a BM&F para formar a maior (e única) bolsa de valores do Brasil.

Abril – Se não fosse por um pedófilo alucinado da Áustria nada teria acontecido em Abril. Nem na Áustria.

Maio – Antevendo o que estar por vir (em setembro), videntes de todo o mundo dobram seus estoques de água, comida e pilhas, hipotecam suas casas e vendem suas posições em Wall Street. Na Índia, os templos fervem sob a iminência do fim do mundo.

Junho – Sem nenhum maluco austríaco pra virar notícia, nada acontece em Junho.

Julho – Explosões na Índia. Ingrid Betancourt é resgatada das FARC direto para as capas de jornais e revistas (até ameaçarem mandar ela de volta). Mazi Grassafera, quer dizer, Grazi Massafera aluga um filme e come pipocas no sofá [afirma capa de revista de circulação nacional].

Agosto – Confusões num templo na Índia. O Revival da União Soviética cresce e a Rússia invade a Geórgia, disputando a atenção com as Olimpíadas de Pequim. Quando aliás a China dá um show de determinação, raça, manipulação e cerceamento da verdade.

Setembro – Confusões num templo na Índia. O colisor de hádrons (LHC) entra em funcionamento e jedis de toda a galáxia sentem um distúrbio na Força. Nos próximos meses várias situações sinistras vão acontecer. O céu por exemplo, que costumava ser verde, passa a ser azul, alterando a memória de todos os humanos instantaneamente. Dá-se início então à maior crise financeira mundial desde a Segunda Guerra.

Outubro – A crise se agrava, principalmente nas capas de jornais. Gabeira se candidata a prefeito do Rio e impulsionado pela direita (pasmem) quase ganha! Felipe Massa (do Brasil-sil!) passa em primeiro, campeão da temporada de F1. Mas Robinho Hamilton ultrapassa a velocidade da luz e volta no tempo, levando o título pra casa.

Novembro – Obama é eleito, num feito histórico. McCain ainda tinha dúvidas? Os americanos elegeram Papai Noel na tentativa de fazer Natal o ano inteiro. Por falar em Papai Noel, eu comprei um Xbox 360. Suzana Vieira chuta o marido pra fora de casa (mais um efeito do LHC?). Florianópolis debaixo d’água. Muitas bombas na Índia.

Dezembro – O mundo cristão-ocidental celebra o Natal, assim como todos os demais que não trabalham nesse dia. Mas por que escrever isso numa retrospectiva, já que acontece todo ano? O fato é que antes do LHC ser ligado o Natal era em janeiro, mas quem poderia sabê-lo?

Vamos abrir mão dessa vez das previsões para 2009, pois com o LHC e a crise financeira global por aí toda a relação causa-efeito esta sendo revista pelos físicos e sociólogos pseudo-economistas do mundo. Só o que eu posso garantir é que, segundo a imprensa, vem aí uma crise übermega no Brasil! Corram para os templos da Índia!

Domingo no Rio

No Domingo do segundo turno, voltando da casa do meu pai, num acesso à Linha Amarela, escapei por pouco de um assalto.

Um carro na minha frente estava meio lento, na esquerda, eu achei meio estranho e reduzi. De repente ele vira e fecha a rua, abre as portas e os caras vão saindo com os fuzis na mão. Eu virei e acelerei, cortando pela esquerda. Um deles chegou a atirar meio atrapalhado e errou (provavelmente atirou no chão).

Tive impressão de ver o carro deles pelo retrovisor, me seguindo. Fugi a toda desviando dos outros, alheios à minha situação. No acesso à Perimetral senti que um pneu estava furado mas não parei… Descendo pra pegar a Francisco Bicalho o carro quase derrapou, então resolvi parar (antes que sofresse um acidente).

O pneu estava todo acabado e a roda cheia de dente. Procurei mas não vi buraco de bala.

Tudo em que conseguia pensar era o que poderia ter acontecido se minha esposa e meu filho estivessem no carro. Teria tido a mesma reação? A mesma sorte?

Estive perto de levar um tiro, e não era bala perdida. A bala era pra mim. E ainda ia ser o culpado, por tentar fugir.

É como dizem, os incomodados que se mudem.

Você é um Lindemberg, uma Eloá ou uma Nayara

Faça aqui o teste de personalidade e descubra quem você é nessa história toda: Lindemberg, Eloá ou Nayara?

A cada afirmação, responda com uma das opções de 1 a 4. Vamos a elas:

A) Sou uma pessoa passional e determinada.
1 – concordo plenamente
2 – concordo parcialmente
3 – discordo parcialmente
4 – discordo totalmente

B) Meus amigos me querem muito bem.
1 – concordo plenamente
2 – concordo parcialmente
3 – discordo parcialmente
4 – discordo totalmente

C) Me importo muito com o bem estar dos outros.
1 – concordo plenamente
2 – concordo parcialmente
3 – discordo parcialmente
4 – discordo totalmente

D) Se pudesse, ajudaria a construir um mundo melhor (mas não posso).
1 – concordo plenamente
2 – concordo parcialmente
3 – discordo parcialmente
4 – discordo totalmente

E) Crime é uma coisa ruim, a vida deveria ser pacífica.
1 – concordo plenamente
2 – concordo parcialmente
3 – discordo parcialmente
4 – discordo totalmente

F) Os outros sempre cometem erros, por que eles não podem ser como eu?
1 – concordo plenamente
2 – concordo parcialmente
3 – discordo parcialmente
4 – discordo totalmente

G) Meu teletubie preferido era o lilás.
1 – concordo plenamente
2 – concordo parcialmente
3 – discordo parcialmente
4 – discordo totalmente

Para cada pergunta some o número da resposta escolhida. Por exemplo, se você marcou a opção 2 para as 7 perguntas, você fez 2 x 7 = 14 pontos.

Vamos ao gabarito:

0 a 6 pontos – Você consegue entender o conceito de escolher uma resposta? Provavelmente você é uma Nayara que voltaria ao cativeiro de livre vontade para ajudar de alguma forma misteriosa.

7 a 13 pontos – Você concorda demais com tudo. Você perdoaria até Hitler. Você é a mãe de Eloá.

14 a 20 pontos – Você é inseguro e indecidido. Definitivamente você não é Lindemberg.

21 ou mais pontos – Você discorda do razoável mas entende que o mundo é como ele é. Conhece as regras e sabe jogar com elas. Você é frio e calculista. Você comete poucos erros e tem o controle da situação. Parabéns, você é o GATE!

Agora uma pausa para nossos reclames:

Lançamento dvd 100 Horas, com a íntegra do Sequestro do ABC e extras com os melhores momentos comentados por especialistas em sequestros passionais. Os 100 primeiros compradores vão participar ao vivo da reconstituição do crime.

Quer interpretar a Nayara na nova minisérie Santo André? Aguarde!

Ficção sem Nome (cont.)

No espisódio anterior nossos amigos Dionis e Molony conversavam sobre sua situação, na Infantaria Embarcada, proximidades de Saturno. Alguns dos leitores (dois) se interessaram em escrever o final da história. Todos os (dois) finais são muitos bons, mas nenhum tão bom quanto o meu; portanto optei por publica-lo.

Como assim não é democrático? Claro que é. O que aconteceu foi, digamos, uma reeleição do meu mandato como escritor da história.

Assim, sem mais, segue o fim desse intrigante conto:

(continuação:)

Molony coçou a cabeça, abriu a boca pra falar qualquer coisa mas foi interrompido pelo violento alarme sonoro (que lembrava a vinheta de um antigo jornal da televisão – mas como ele poderia saber?):

– Pa papa papa papapaaam… pa papa papa papa papaaam… thurum.

Em seguida ouviu-se a mensagem:

– Atenção funcionários ASeg e ADef, rotina 54, funcionários ASeg e ADef, rotina 54.

Dionis e Molony já estavam em seus postos antes do fim da mensagem. Colocaram os fones de ouvido no pescoço e apertaram ctrl+alt+del em suas estações. Molony tirou o telefone da base, e discou um número. Dionis digitava freneticamente.

– Radar maximizado no terminal 2 – gritou Dionis.
– Ok – rebateu Molony.
– Sistema de Danos ativo e operante, maximizado no terminal 3 – gritou Dionis.
– Ok – gritou Molony de volta.
– …
– Que houve?
– Lembra a senha do Banco de Dados Balístico?
– $ER334>8C(
– Como vocês decoram essa porra…
– Abriu o SisBal no terminal? – Interrompeu Molony, visivelmente tenso.
– Tá, SisBal, terminal 1, máx.
– Alô! Sgt. Molony, Infantaria ER-334, em rotina 54! Gritou Molony para o telefone.

Mas do outro lado da linha, uma voz rouca e calma contrastava com todo o ambiente ao redor de Molony. A voz tranqüila disse suavemente, “Malony”, uma pausa leve, “Tira seu pessoal daí”. “Boa sorte”, finalizou.

Molony baixou o telefone e olhou ao fundo a janela. Uma luz branca, linda, vinha em sua direção. Dionis virou-se para Molony e só então percebeu a janela cada vez mais clara. Abriu bem os olhos pela última vez.

Seu último pensamento foi:

– Azeus filho de uma p…

FIM


Humor, crítica, crônica, comédia e sátira sobre o Rio de Janeiro, o Brasil e o Mundo | Defendendo o humor inteligente do Capitalismo e do Aquecimento Global, antes que se torne brinde de pasta de dentes

Este site é um espelho*. Acesse o site principal do Mamendes Express em:

http://www.mamendex.com

* Para que serve um site espelho? Para testar novos formatos, atingir maior audiência e, claro, disputar meu pouco tempo disponível.

Receba o Mamendex

Se você quer ser avisado sempre que um novo texto for publicado, você pode assinar a Newsletter do Mamendes Express. Basta optar por um dos sabores abaixo:

Mamendex no Google Groups
Mamendex

Grupo no Google

my del.icio.us

Blog Stats

  • 4,304 hits

cc -Some rights