Archive for the 'especial' Category

O Supremo Resolve

Decisão recente do Supremo Tribunal Federal revoga a antiga resolução abaixo:

RESOLUÇÃO Nº 150, DE 29 DE NOVEMBRO DE 1957

Dispõe sobre a condenação de condenados por
roubo e/ou furto e dá outras providências.

A PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso da competência prevista no art. 363, I, do Regimento Interno, considerando o disposto no parágrafo único do art. 154 do Código de Processo Civil, tendo em vista o decidido na Sessão Administrativa de 7 de outubro de 1957 sobre o Processo nº 12.050,

RESOLVE:

Art. 1º Fica instituído que ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão.

Em reunião recente, esta resolução foi julgada inconstitucional e assim, 52 anos depois, perde seus efeitos. Na mesma reunião ficou decidida uma nova resolução corrigindo o erro histórico:

RESOLUÇÃO Nº 171, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2009

Dispõe sobre a condenação de condenados por
roubo e/ou furto e dá outras providências.

A PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso da competência prevista no art. 363, I, do Regimento Interno, tendo em vista o decidido na Sessão Administrativa de 2 de fevereiro de 2009 sobre o Processo nº 121.520,

RESOLVE:

Art. 1º Fica instituído que ladrão tem 100 anos de perdão.

Atendendo assim aos princípios de isonomia e igualdade de tratamento.

Anúncios

Mensagem de Fim de Ano 2008

Amigos,

Desejei ser breve e sucinto na minha mensagem de fim de ano. Ultimamente não tenho me sentido muito feliz rebuscando demais o que quero dizer.

Junto com o Natal sempre surgem alguns comentários sobre consumismo. Algumas pessoas passam o ano inteiro falando de celular, tênis, gadgets, carros, etc. mas acham que o Natal é muito consumista.

O lado bom é que talvez essa seja a única época do ano em que pensemos no assunto.

Fora do Carnaval não faz sentido se vestir de pirata e dançar e beber pela rua. Mas quem faz isso não pensa se o Carnaval é consumista. Simplesmente entra no clima.

Então, mais uma vez venho aqui defender: o Natal é o que fazemos dele.

Aproveite o clima e a consciência e faça o Natal uma época mágica como deve ser.

Bom Natal a todos, e um 2009 de saúde e alegrias.

Mensagem de Fim de Ano 2008

Amigos,

Desejei ser breve e sucinto na minha mensagem de fim de ano. Ultimamente não tenho me sentido muito feliz rebuscando demais o que quero dizer.

Junto com o Natal sempre surgem alguns comentários sobre consumismo. Algumas pessoas passam o ano inteiro falando de celular, tênis, gadgets, carros, etc. mas acham que o Natal é muito consumista.

O lado bom é que talvez essa seja a única época do ano em que pensemos no assunto.

Fora do Carnaval não faz sentido se vestir de pirata e dançar e beber pela rua. Mas quem faz isso não pensa se o Carnaval é consumista. Simplesmente entra no clima.

Então, mais uma vez venho aqui defender: o Natal é o que fazemos dele.

Aproveite o clima e a consciência e faça o Natal uma época mágica como deve ser.

Bom Natal a todos, e um 2009 de saúde e alegrias.

Retrospectiva 2008

Sei que você mal podia esperar o ano acabar só pra ler a Retrospectiva 2008 no Mamendes Express. Tão certo quanto o Especial Roberto Carlos, a Retrospectiva é a prova definitiva de que ainda vale a pena dividir a translação da Terra ao redor do Sol em 12 meses de duração variada e complexa.

O ano de 2008 foi digamos paradoxal. Vários tiroteios em universidades americanas, Raúl Castro assume Cuba, vários atentados suicidas no Iraque, um revival da União Soviética no melhor estilo festa Ploc, com direito à supremacia comunista, invasão da Geórgia, lançamento do jogo Red Alert 3 e explosão em submarino nuclear.

Mas afinal o que isso tem de paradoxal? Deixa pra lá, vamos aos fatos que marcaram o ano:

Janeiro – O MASP é assaltado e decide ligar as câmeras de segurança.

Fevereiro – A Petrobrás é assaltada e decide ligar a criptografia dos arquivos.

Março – As FARC geram um mal estar político na América do Sul. Como um pitbull fora da coleira, as FARC fazem sujeira no quintal dos vizinhos e avança pra cima de todo mundo, mas Hugo Chavez diz que pode ensiná-la a dar a patinha, rolar e fingir de morta.
A Bovespa se une a BM&F para formar a maior (e única) bolsa de valores do Brasil.

Abril – Se não fosse por um pedófilo alucinado da Áustria nada teria acontecido em Abril. Nem na Áustria.

Maio – Antevendo o que estar por vir (em setembro), videntes de todo o mundo dobram seus estoques de água, comida e pilhas, hipotecam suas casas e vendem suas posições em Wall Street. Na Índia, os templos fervem sob a iminência do fim do mundo.

Junho – Sem nenhum maluco austríaco pra virar notícia, nada acontece em Junho.

Julho – Explosões na Índia. Ingrid Betancourt é resgatada das FARC direto para as capas de jornais e revistas (até ameaçarem mandar ela de volta). Mazi Grassafera, quer dizer, Grazi Massafera aluga um filme e come pipocas no sofá [afirma capa de revista de circulação nacional].

Agosto – Confusões num templo na Índia. O Revival da União Soviética cresce e a Rússia invade a Geórgia, disputando a atenção com as Olimpíadas de Pequim. Quando aliás a China dá um show de determinação, raça, manipulação e cerceamento da verdade.

Setembro – Confusões num templo na Índia. O colisor de hádrons (LHC) entra em funcionamento e jedis de toda a galáxia sentem um distúrbio na Força. Nos próximos meses várias situações sinistras vão acontecer. O céu por exemplo, que costumava ser verde, passa a ser azul, alterando a memória de todos os humanos instantaneamente. Dá-se início então à maior crise financeira mundial desde a Segunda Guerra.

Outubro – A crise se agrava, principalmente nas capas de jornais. Gabeira se candidata a prefeito do Rio e impulsionado pela direita (pasmem) quase ganha! Felipe Massa (do Brasil-sil!) passa em primeiro, campeão da temporada de F1. Mas Robinho Hamilton ultrapassa a velocidade da luz e volta no tempo, levando o título pra casa.

Novembro – Obama é eleito, num feito histórico. McCain ainda tinha dúvidas? Os americanos elegeram Papai Noel na tentativa de fazer Natal o ano inteiro. Por falar em Papai Noel, eu comprei um Xbox 360. Suzana Vieira chuta o marido pra fora de casa (mais um efeito do LHC?). Florianópolis debaixo d’água. Muitas bombas na Índia.

Dezembro – O mundo cristão-ocidental celebra o Natal, assim como todos os demais que não trabalham nesse dia. Mas por que escrever isso numa retrospectiva, já que acontece todo ano? O fato é que antes do LHC ser ligado o Natal era em janeiro, mas quem poderia sabê-lo?

Vamos abrir mão dessa vez das previsões para 2009, pois com o LHC e a crise financeira global por aí toda a relação causa-efeito esta sendo revista pelos físicos e sociólogos pseudo-economistas do mundo. Só o que eu posso garantir é que, segundo a imprensa, vem aí uma crise übermega no Brasil! Corram para os templos da Índia!

Retrospectiva 2008

Sei que você mal podia esperar o ano acabar só pra ler a Retrospectiva 2008 no Mamendes Express. Tão certo quanto o Especial Roberto Carlos, a Retrospectiva é a prova definitiva de que ainda vale a pena dividir a translação da Terra ao redor do Sol em 12 meses de duração variada e complexa.

O ano de 2008 foi digamos paradoxal. Vários tiroteios em universidades americanas, Raúl Castro assume Cuba, vários atentados suicidas no Iraque, um revival da União Soviética no melhor estilo festa Ploc, com direito à supremacia comunista, invasão da Geórgia, lançamento do jogo Red Alert 3 e explosão em submarino nuclear.

Mas afinal o que isso tem de paradoxal? Deixa pra lá, vamos aos fatos que marcaram o ano:

Janeiro – O MASP é assaltado e decide ligar as câmeras de segurança.

Fevereiro – A Petrobrás é assaltada e decide ligar a criptografia dos arquivos.

Março – As FARC geram um mal estar político na América do Sul. Como um pitbull fora da coleira, as FARC fazem sujeira no quintal dos vizinhos e avança pra cima de todo mundo, mas Hugo Chavez diz que pode ensiná-la a dar a patinha, rolar e fingir de morta.
A Bovespa se une a BM&F para formar a maior (e única) bolsa de valores do Brasil.

Abril – Se não fosse por um pedófilo alucinado da Áustria nada teria acontecido em Abril. Nem na Áustria.

Maio – Antevendo o que estar por vir (em setembro), videntes de todo o mundo dobram seus estoques de água, comida e pilhas, hipotecam suas casas e vendem suas posições em Wall Street. Na Índia, os templos fervem sob a iminência do fim do mundo.

Junho – Sem nenhum maluco austríaco pra virar notícia, nada acontece em Junho.

Julho – Explosões na Índia. Ingrid Betancourt é resgatada das FARC direto para as capas de jornais e revistas (até ameaçarem mandar ela de volta). Mazi Grassafera, quer dizer, Grazi Massafera aluga um filme e come pipocas no sofá [afirma capa de revista de circulação nacional].

Agosto – Confusões num templo na Índia. O Revival da União Soviética cresce e a Rússia invade a Geórgia, disputando a atenção com as Olimpíadas de Pequim. Quando aliás a China dá um show de determinação, raça, manipulação e cerceamento da verdade.

Setembro – Confusões num templo na Índia. O colisor de hádrons (LHC) entra em funcionamento e jedis de toda a galáxia sentem um distúrbio na Força. Nos próximos meses várias situações sinistras vão acontecer. O céu por exemplo, que costumava ser verde, passa a ser azul, alterando a memória de todos os humanos instantaneamente. Dá-se início então à maior crise financeira mundial desde a Segunda Guerra.

Outubro – A crise se agrava, principalmente nas capas de jornais. Gabeira se candidata a prefeito do Rio e impulsionado pela direita (pasmem) quase ganha! Felipe Massa (do Brasil-sil!) passa em primeiro, campeão da temporada de F1. Mas Robinho Hamilton ultrapassa a velocidade da luz e volta no tempo, levando o título pra casa.

Novembro – Obama é eleito, num feito histórico. McCain ainda tinha dúvidas? Os americanos elegeram Papai Noel na tentativa de fazer Natal o ano inteiro. Por falar em Papai Noel, eu comprei um Xbox 360. Suzana Vieira chuta o marido pra fora de casa (mais um efeito do LHC?). Florianópolis debaixo d’água. Muitas bombas na Índia.

Dezembro – O mundo cristão-ocidental celebra o Natal, assim como todos os demais que não trabalham nesse dia. Mas por que escrever isso numa retrospectiva, já que acontece todo ano? O fato é que antes do LHC ser ligado o Natal era em janeiro, mas quem poderia sabê-lo?

Vamos abrir mão dessa vez das previsões para 2009, pois com o LHC e a crise financeira global por aí toda a relação causa-efeito esta sendo revista pelos físicos e sociólogos pseudo-economistas do mundo. Só o que eu posso garantir é que, segundo a imprensa, vem aí uma crise übermega no Brasil! Corram para os templos da Índia!

Eis porque você recebe emails indesejáveis

Na luta por audiência a televisão aberta virou um esgoto a céu aberto. O mesmo pode valer pra Internet, claro.

O serviço ao qual o Yahoo! Respostas se propõe a fornecer é excelente. Porém, sem o bom senso por parte dos usuários e sem a moderação por parte da empresa, acaba por se tornar reduto de toda espécie de piratas, spammers, e sabe lá que outros seres mal intencionados.

Um exemplo: numa das perguntas, o cidadão quer uma dica de programa para envio de “emails em massa”. Alguém responde insinuando que spam é crime. O cidadão se sente ofendido e responde via email. Tive acesso a tal email, que segue abaixo:

De: http://www.hipermercad***

Assunto: Enviar emails

Mensagem: quem te falou que spam é crime, pode ser crime fora do Brasil, mais aqui não tem nenhuma lei especifica referente a envio de e-mails, e quem inventou a palavra SPAM, vc é daqueles que acredita em tudo que te falam ou que passa na tv, SPAM nada mais é do que uma maneira de mandar mensagens e propagandas sem pagar comissão para os PROVEDORES, dai eles tentam plantar na cabeça das pessoas esta história de crime, crime é os milhões que os Pilantras roubam do povo, e de vc também

Copyright © 2007 Yahoo! do Brasil Internet Ltda. Todos os direitos reservados. Termos do Serviço.

Realmente, spam não é crime no Brasil infelizmente, o cidadão está muito bem assessorado. Mas ele vai além e acha que o spam é como o arco e flecha do Robin Hood, ajudando os pobres e seu handicap. E como todo bom brasileiro, dá um jeito de culpar alguém pelos seus próprios erros.

Fui informado que tal email foi encaminhado pro Yahoo! Brasil que nunca se pronunciou (pelo menos não até hoje).

Então, quando você receber o spam de http://www.hipermercad***, já sabe o porquê. Foi um ato pelo bem dos pobres, contra a Aristocracia. Certo.

Domingo no Rio

No Domingo do segundo turno, voltando da casa do meu pai, num acesso à Linha Amarela, escapei por pouco de um assalto.

Um carro na minha frente estava meio lento, na esquerda, eu achei meio estranho e reduzi. De repente ele vira e fecha a rua, abre as portas e os caras vão saindo com os fuzis na mão. Eu virei e acelerei, cortando pela esquerda. Um deles chegou a atirar meio atrapalhado e errou (provavelmente atirou no chão).

Tive impressão de ver o carro deles pelo retrovisor, me seguindo. Fugi a toda desviando dos outros, alheios à minha situação. No acesso à Perimetral senti que um pneu estava furado mas não parei… Descendo pra pegar a Francisco Bicalho o carro quase derrapou, então resolvi parar (antes que sofresse um acidente).

O pneu estava todo acabado e a roda cheia de dente. Procurei mas não vi buraco de bala.

Tudo em que conseguia pensar era o que poderia ter acontecido se minha esposa e meu filho estivessem no carro. Teria tido a mesma reação? A mesma sorte?

Estive perto de levar um tiro, e não era bala perdida. A bala era pra mim. E ainda ia ser o culpado, por tentar fugir.

É como dizem, os incomodados que se mudem.


Humor, crítica, crônica, comédia e sátira sobre o Rio de Janeiro, o Brasil e o Mundo | Defendendo o humor inteligente do Capitalismo e do Aquecimento Global, antes que se torne brinde de pasta de dentes

Este site é um espelho*. Acesse o site principal do Mamendes Express em:

http://www.mamendex.com

* Para que serve um site espelho? Para testar novos formatos, atingir maior audiência e, claro, disputar meu pouco tempo disponível.

Receba o Mamendex

Se você quer ser avisado sempre que um novo texto for publicado, você pode assinar a Newsletter do Mamendes Express. Basta optar por um dos sabores abaixo:

Mamendex no Google Groups
Mamendex

Grupo no Google

my del.icio.us

Blog Stats

  • 4,449 hits

cc -Some rights